31 de mar de 2009

Diversidade

As pessoas me perguntam todo dia como estou lidando com a saudade, dos meus pais, dos meus amigos e agora respondo: por incrível que pareça sofro menos do que esperava.
É muito estranho e muito bom se sentir em casa por aqui e acho que grande parte desse sentimento se deve as pessoas que moram comigo, pois todos me receberam de braços abertos e se mostraram abertos para me conhecer e me ajudar quando preciso.
Agora explicando o nome do post: aqui na casa vivem três chineses, um casal de médicos bolivianos, um guri de Nova York e o resto do interior da Argentina. Essa mistura é simplesmente maravilhosa e tenho aprendido muita a cada dia nas conversas que tenho com algumas dessas pessoas.
Conhecer os costumes da China com Cintia, ver a Carol cozinhando comidas típicas de lá, saber um pouco mais das características da Bolívia com Anitza... e tantas outras coisas que a convivência diária está me mostrando.
Ontem a noite fizemos uma aula conjunta sobre as diferenças das línguas. Eu tentando ensinar algumas palavras em português e me divertindo muito com as gurias tentando repetir, elas tirando sarro do meu sotaque, porque falo cantando e nós (brasileira e argentina) tentanto falar alguma coisa em chinês...o lingua complicada, hehe.
Bueno, escrevi isso tudo pra dizer que essa convivência está me ensinando a respeitar as diferenças, lidar com elas e acima de tudo criando laços de amizade que certamente tornarão meus dois anos aqui muito mais divertidos e interessantes!

24 de mar de 2009

Retratação!

Resolvi me retratar do que disse no post anterior sobre pontualidade, já que hoje tive uma experiência completamente contrária da anterior. Fui a um seminário, organizado pela Secretaria de Cultura da Nação, sobre Gestão Cultural e Ciência.
Me inscrevi, sentei na sala para a palestra inaugural e qual não foi minha surpresa quando com apenas 5 minutos de atraso a palestra começou.
Não sei se o fato de ser um evento internacional, com presença de membros de conselhos de cultura de toda a Europa e America Latina influencia, mas era com certeza um evento muito bem organizado.
Pois é, tudo é uma questão de aprendizado, acho que aprendi a não expressar minha opinião de maneira tão firme antes de vivenciar algumas coisas...

Pontualidade Argentina?

Não existe. Ok, talvez eu esteja sendo severa demais falando isso, mas não sou só eu que acho isso, ouvi da boca de uma própria argentina: te acostuma a esperar.
Logo eu que sou tão ansiosa, que quero tudo pra ontem e tenho um ritmo louco...tudo é aprendizado na vida.
Na verdade isso começou na segunda feira, quando Nuria, uma das moradoras da casa, me convidou pra ir num evento numa praça daqui. Iam fazer uma vigilia de cinema como parte das homenajens aos mortos no golpe militar de 76.
O evento começava as 18h, ok sabemos que dificilmente as coisas começam na hora, mas aquele dia passou dos limites. Por volta das 19h as pessoas começaram a discursar, sobre o golpe, sobre os desaparecidos...acho isso de extrema importancia, mas resumindo: 20h e nada do filme, tivemos que ir embora, afinal a fome já estava apertando.
Isso fez eu a as outras brasileiras que estão aqui refletirmos, não sobre a pontualidade em si, mas sobre o ritmo de vida que levam os porteños. Pode ser apenas uma primeira impressão, mas aqui tudo parece mais calmo, sem ansiedade e pressa...
Certamente será um grande desafio pra mim me adaptar a esse novo ritmo!

23 de mar de 2009

Descobertas...

Como diz uma das minhas novas amigas, pouco a pouco vamos nos sentindo a vontade na nova cidade, descobrindo lugares que gostamos, nossos preferidos.
Ontem conheci um desses ,chamado Bellagamba. Olhando de fora vimos um pub, com luzes baixas, decoração diferente, mas quando entramos descobrimos que é uma mistura: um restaurante com comidas prontas pra comer ali mesmo ou levar pra casa, que funciona 24h, durante a semana frequentada por moradores do bairro, familias, crianças, idosos e aos fins de semana um pub frequentado por jovens de toda a cidade.
Dica de uma das meninas que mora na casa, certamente será um desses meus lugares preferidos!

21 de mar de 2009

Buddy Bears

Uma das vantagens de estar numa cidade como Buenos Aires é a grande oferta cultural que temos. Uma grande exposição organizada pela Unicef está aqui: Buddy Bears.

A idéia é maravilhosa: varios ursos pintados por atistas do mundo todo, cada um representando seu país. O resultado é um visual de tirar o fôlego, pena que o artista do Brasil não foi muito feliz...

Chegando...


Mesmo antes de conhecer Buenos Aires já tinha uma vontade muito grande de vir morar aqui, mesmo sem ter nenhum motivo em especial. Começei a estudar espanhol, conheci a cidade e me apaixonei mais ainda...descobri um curso que a muito tempo queria fazer e aqui estou!

Depois dos primeiros dias de nervosismo, ainda me organizando, agora já inscrita no curso e instalada na casa onde vou ficar pelos próximos meses posso começar a curtir a cidade.

Por isso criei esse blog, pra dividir com vocês coisas legais que vou descobrindo no meu dia a dia, onde tudo é novo pra mim!